Nasceu no Porto em 1970. Filho de pai Cirurgião, cedo se entusiasmou pela medicina humana e científica.
Licenciou-se em medicina pela Universidade do Porto em 1994.
Realizou diversos estágios de formação em áreas de interesse pelo Mundo inteiro:

  • Macau, Portugal em 1996 – Medicina Geral e Familiar
  • Rio de Janeiro, Brasil em 2000 – Cirurgia Plástica e Reconstrutiva com o Professor Ivo Pitanguy
  • Corunha, Espanha em 2001 – Cirurgia Torácica e Transplantação Pulmonar com o Professor Jose Maria Borro
  • Estrasburgo, França em 2006 – Cirurgia Laparoscópica com o Professor Jacques Marrescaux
  • São Paulo, Brasil em 2011 – Cirurgia HepatoPancreática Major Laparoscópica com o Professor Marcel Autran
  • Tóquio, Japão em 2012 – Cirurgia HepatoBilioPancreática e Transplante com o Professor Masatochi Makuuchi
  • Hanoi, Vietnam em 2014 – Cirurgia Endoscópica Cervical com o Professor Tran Nhac Luong
 
 
 
Fez o internato de Cirurgia Geral no Hospital de Santo António no Porto sob a orientação do Dr. Carlos Nogueira e terminou com nota de 19,3 em exame.

Entre 2004 e 2010 trabalhou como assistente da Unidade de Cirurgia HepatoBilioPancreática e Transplantação Hepática e Pancreática do Hospital de Santo António no Porto.

Em 2006 fundou a Sociedade Portuguesa de Cirurgia Minimamente Invasiva.

Entre 2010 e 2013 dirigiu a Unidade de Cirurgia HepatoBilioPancreática do Centro Hospitalar Tâmega-Sousa.

Desde 2013 que só exerce atividade liberal.
 
 
 
 
 
dr jaime vilaça 1
 
 
 
dr jaime vilaça 2
 
 
 
dr jaime vilaça 3
 
 
 
dr jaime vilaça 4
 
 
 
 
 
Vários Projetos fazem parte do meu trajeto. Num entusiasmo que tem por base a cirurgia minimamente invasiva e a cirurgia do fígado, vias biliares e pâncreas, há toda uma construção de desenvolvimento técnico e de conhecimento que permite trazer mais e melhor aos meus doentes.
 
 
 

 

PROJETOS

 
 

1. LITÍASE BILIAR

 
Estas doenças que têm por base as pedras da vesícula e dos canais biliares são muito frequentes (mais de 25000 casos novos em Portugal por ano). Em 2006 definiu critérios e estratégias para abordagem dos doentes com litíase da via biliar principal e desenvolveu estas técnicas complexas de forma sistemática no Hospital Santo António no Porto. Desde 2009 que organiza cursos internacionais sobre o tema na Universidade do Minho e já co-organizou workshops e cursos em diversos países estrangeiros como as Filipinas, a Coreia do Sul ou o Egito (ver vídeo abaixo). Tem numerosas palestras e trabalhos científicos sobre o tema. Criou em 2011 o Registo Nacional de Exploração Laparoscópica da Via Biliar Principal e desde então estimula grupos a aderirem e registarem. Organizou uma reunião temática internacional em 2012. Tem a maior experiência pessoal nacional em exploração laparoscópica da via biliar principal por litíase (remoção de pedras dos canais biliares por laparoscopia) e de anastomose biliodigestiva laparoscópica (bypass entre a via biliar e o inestino por via laparoscópica).
 

2. LAPAROSCOPIA HEPÁTICA E PANCREÁTICA

 
Área de complexidade cirúrgica maior, dedicou muito à estratégia laparoscópica para abordar estes órgãos de forma minimamente invasiva. Em 2006 elaborou um manual de procedimentos laparoscópicos hepatobiliopancreáticos que colocou em prática no Hospital de Santo António. Em 2007 realizou as primeiras ressecções pancreáticas laparoscópicas do País. Apresentou vários trabalhos científicos nesta área, assim como palestras em congressos. Protagonizou as primeiras hepatectomias laparoscópicas major de Portugal, em 2011 hepatectomia esquerda e em 2012 hepatectomia direita. Em 2014 organizou o primeiro HepatoPancreatic MIS – curso hands-on sobre abordagens minimamente invasivas nestes órgãos (ver vídeo abaixo).
 

3. ENSINO DA LAPAROSCOPIA

 
Participou em diversos cursos e workshops de laparoscopia biliar, tratamento de refluxo gastro-esofágico e hérnia do hiato, laparoscopia do pancreas e fígado, laparoscopia de urgência, etc. Desde 2006 que organiza e monitoriza cursos diversos nesta área. Organizou o primeiro curso básico intrahospitalar de cirurgia laparoscópica. Desde 2007, com a Sociedade Portuguesa de Cirurgia Minimamente Invasiva, que se dedica ao desenvolvimento de novas estratégias para a divulgação e democratização destas técnicas. Foi pioneiro nos cursos de exploração biliar e do fígado e pâncreas. Publicou e apresentou diversos trabalhos nesta área.
 
 
 

4. CIRURGIA ENDOSCÓPICA DA TIROIDE

 
Projeto iniciado em 2014 com os ensinamentos do Prof Luong em Hanoi, Vietname. É atualmente o único cirurgião a desenvolver a cirurgia endoscópica transaxilar da tiroide sem cicatriz cervical na Europa. Em maio de 2015 organizou um Encontro Internacional dedicado a abordagens minimamente invasivas na tioirde. Já apresentou a técnica no Congresso Nacional de Cirurgia e no Congresso Europeu de Cirurgia Endoscópica. Em 2015 criou um grupo multidisciplinar de patologia tiroideia que inclui endocrinologia, radiologia e cirurgia, e que está sediado no Hospital da Luz Aveiro. Tem sido convidado a divulgar a técnica em múltiplos encontros e congresso, tendo realizado demonstrações cirúrgicas ao vivo no seu Hospital e no estrangeiro: Sevilha, Múrcia, Málaga e Barcelona.

 

5. SOCIEDADE PORTUGUESA DE CIRURGIA MINIMAMENTE INVASIVA

 
Fundada em 2006 com 4 colegas, deu início a uma nova era na cirurgia em Portugal. Esta Sociedade científica multidisciplinar visa a divulgação e ensino das técnicas minimamente invasivas como a endoscopia rígida, a endoscopia flexível e os procedimentos guiados por imagem. Já foram formados mais de 1000 profissionais em Portugal por esta Sociedade, já organizou 9 Congressos Internacionais e numerosos eventos científicos por todo o País. Atualmente é o Presidente da SPCMIN (www.spcmin.pt).
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
O Curriculum é o trajeto que mostra que o caminho faz-se andando. Persistência e perseverança têm carcaterizado esta busca de perfeição. Paralelamente a experiência técnica permite executar o que sei ser o mais correcto em cada situação.
 
 
 

 

CURRICULUM

 
Listagens de trabalhos, palestras, organizações, …